Quinta, 19 de Maio de 2022
29°

Pancada de chuva

Uruará - PA

Geral Novo Repartimento

Força Nacional ficará por 15 dias em terra indígena onde caçadores foram encontrados mortos

Mortes ainda são investigadas

03/05/2022 às 11h28
Por: Joabe Reis Fonte: G1
Compartilhe:
Força Nacional ficará por 15 dias em terra indígena onde caçadores foram encontrados mortos

O Ministério da Justiça autorizou o emprego da Força Nacional na terra indígena Parakanã no sudoeste do Pará após caçadores serem encontrado mortos na reserva. Segundo a portaria publicada nesta terça-feira (3) no Diário Oficial da União, a Força Nacional, que já está na região desde o fim de semana, deve ficar na reserva por 15 dias.

Os três homens foram encontrados mortos no sábado (30). Os corpos estavam em covas rasas cobertos por folhas, em área de mata fechada. A causa da morte não foi confirmada pela Polícia Federal, que investiga o caso.

"A Força Nacional apoiou as ações de segurança na Reserva e segue no local por 15 dias para garantir a segurança nas operações. A Polícia Federal foi a responsável por coordenar as buscas pelos desaparecidos na área e preside o inquérito. A Força Nacional segue dando todo o apoio necessário no caso", informou o Ministério em nota.

William Santos Câmara, José Luiz da Silva Teixeira e Cosmo Ribeiro de Sousa ficaram quase uma semana desaparecidos. "Os homens tinham o objetivo de praticar caça", informou o Ministério Público Federal (MPF) quando autoridades federais iniciaram as investigações e buscas após o desaparecimento.

Na portaria de segunda-feira (2) publicada nesta terça-feira (3), o Ministério da Justiça diz que a Força Nacional deve atuar junto com autoridades no estado do Pará, sob coordenação da Polícia Federal, para apoio à Fundação Nacional do Índio (Funai).

As circunstâncias da morte ainda não foram esclarecidas pelas autoridades. Mesmo assim, a Federação dos Povos Indígenas do Pará (Fepipa) denunciou que indígenas da região de Novo Repartimento estão sofrendo ataques por redes sociais e sendo alvo de discurso de ódio após as mortes.

Protestos foram realizados na cidade de Novo Repartimento, por conhecidos dos homens que morreram durante o velório e sepultamento das vítimas. A família de um dos homens, que é capixaba, diz que ele não era caçador.

A área Parakanã tem tamanho equivalente a 350 mil campos de futebol e abriga cerca de 23 aldeias, com uma população de 1,5 mil indígenas. A reserva ocupa 60% da cidade de Novo Repartimento e 40% de Itupiranga.

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias