Terça, 15 de Junho de 2021 18:19
93991395136
Polícia Internacional

Operação com aplicativo espião do FBI prende mais de 800 criminosos em 17 países

Os oficiais chegaram aos suspeitos pelo app ANOM

09/06/2021 10h05
32
Por: Joabe Reis Fonte: Da Redação
Operação com aplicativo espião do FBI prende mais de 800 criminosos em 17 países

Através de um aplicativo de mensagens, mais de 800 suspeitos de diversos crimes foram presos em uma operação em 18 países, que contou com ação conjunta da polícia da Austrália e do FBI e começou em 2018. Os oficiais chegaram aos suspeitos pelo app ANOM, aplicativo de mensagens criptografadas do próprio FBI. Os suspeitos foram induzidos a usar o aplicativo, distribuído secretamente entre criminosos. Através do programa, a polícia foi capaz de monitorar conversas sobre tráfico de drogas, lavagem de dinheiro e até mesmo planos de assassinato. Conseguir realizar a operação é considerada um “divisor de águas” pelas autoridades.

O ANOM, aplicativo usado na operação, faz parte de uma rede de dispositivos criptografados, operada pelo FBI. Secretamente, a polícia federal norte-americana distribuiu dispositivos com o app de bate-papo no submundo do crime através de informantes, explicou a BBC.

A ideia para realizar a operação surgiu após duas outras plataformas criptografadas serem derrubadas por órgãos de segurança. Assim, as gangues precisaram de novos aparelhos seguros. Os dispositivos foram usados, inicialmente, por supostos criminosos ‘maiores’.

Os principais alvos dos policiais foram gangues de traficantes e pessoas com ligações com a máfia. Além das pessoas presas, foram apreendidas drogas, armas, veículos de luxo e dinheiro. A lista incluiu oito toneladas de cocaína, 250 armas e mais de US$ 48 milhões (R$ 242 milhões), em diversas moedas e criptomoedas.

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias