Quinta, 27 de Janeiro de 2022
23°

Pancada de chuva

Uruará - PA

Saúde Boa ação

Menino de 6 anos da cidade de Uruará recebe atenção da PRF em hospital de combate ao câncer infantojuvenil

A criança faz tratamento de leucemia

30/11/2021 às 10h15
Por: Joabe Reis Fonte: Da Redação com informações do Rede Pará
Compartilhe:
Menino de 6 anos da cidade de Uruará recebe atenção da PRF em hospital de combate ao câncer infantojuvenil

Nesta segunda-feira, 29, o pequeno Kaio Gabriel Oliveira, de seis anos de idade, natural do Município de Uruará, na Região da Transamazônica, que estuda na Classe Hospitalar do Oncológico Infantil Octávio Lobato em Belém onde faz tratamento há cinco anos contra uma leucemia, ficou super empolgado durante toda a programação do projeto “Policiais contra o Câncer Infantil” que é uma iniciativa da Polícia Rodoviária Federal (PRF) no Estado do Pará. O menino recebeu das mãos de um policial rodoviário uma réplica de distintivo. 

"Gostei muito de entrar no carro, foi emocionante", expressou o  pequeno, após a oportunidade de entrar numa viatura da polícia e ter passado uma mensagem especial ao público presente. "Eu faço tratamento aqui há cinco anos e também estudo na classe. Doe sangue e medula óssea para as crianças", falou Kaio. 

O projeto “Policiais contra o Câncer Infantil” é uma iniciativa da Polícia Rodoviária Federal (PRF) no Estado do Pará. O evento nacional tem como objetivo estimular ações de assistência à criança com câncer, além de reforçar as orientações sobre os sintomas da doença e a importância do diagnóstico precoce para um tratamento com maiores possibilidades de cura.

Os policiais rodoviários federais realizaram ainda visitas em algumas unidades de internação do Oncológico Infantil, para a entrega de kits de jogos educativos e materiais de pinturas às crianças.  

O Oncológico Infantil Octávio Lobato é uma unidade de referência no diagnóstico e tratamento especializado contra o câncer infantojuvenil no Norte do país, atendendo a crianças e  adolescentes de municípios do Pará e Amapá, com atendimento 100% gratuito via Sistema Único de Saúde (SUS). 

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
Ele1 - Criar site de notícias